4 passos fundamentais para implantar sua central de carreiras do zero

Avatar

Implantar uma central de carreiras na instituição de ensino de superior é uma estratégia não apenas vantajosa, mas urgente. Afinal, no fim de 2020, o número de desempregados no Brasil chegou a mais de 13 milhões de pessoas

Por mais que um diploma de graduação não seja garantia de colocação no mercado de trabalho, é fundamental que as IES preparem e apoiem seus alunos e egressos para que desenvolvam habilidades que os destacarão e aumentarão as chances de sucesso após a formação.

Saiba mais sobre a importância da área de carreiras e descubra como implementá-la na IES.

Por que ter uma área de carreiras na IES

Muitas instituições de ensino superior já investem em ações focadas em empregabilidade, mas de forma pontual e muitas vezes desconectada do plano pedagógico.

Disponibilizar um portal de vagas, por exemplo, pode contribuir para que os alunos visualizem e se candidatem a mais oportunidades, mas não necessariamente contribui para que se sintam mais preparados para a carreira.

Já a implementação de uma área de carreiras na IES é uma forma de pensar na carreira dos alunos e egressos de forma contínua e ampla, desde o início da graduação. 

Ao ter essa central focada nos aspectos profissionais, a instituição consegue se alinhar melhor ao que o mercado procura e, assim, garantir que seus alunos se engajem nas ações promovidas e se desenvolvam profissionalmente. 

Para os alunos, isso significa mais confiança e preparo para os desafios após a formação. Já para as instituições, o investimento em empregabilidade por meio de uma área de carreiras também é bastante vantajoso. 

Veja alguns dos principais benefícios.

Captação de alunos

No Brasil, profissionais formados no Ensino Superior têm uma vantagem salarial significativa e recebem cerca de 140% a mais do que pessoas que concluíram apenas o Ensino Médio.

Não é à toa que o interesse em uma boa colocação no mercado de trabalho é um dos principais motivos que leva as pessoas a fazer um curso superior. 

Por isso, na hora de escolher uma universidade, os alunos têm se preocupado cada vez mais em escolher instituições que realmente ofereçam oportunidades e preparação adequada para os desafios que encontrarão no âmbito profissional.

Investir em ações de empregabilidade e implantar uma área de carreiras na IES é mostrar para os alunos que a instituição tem os recursos necessários para ampará-los e oferecer uma formação completa e de qualidade.

Isso ajuda a tornar a instituição reconhecida no mercado por esse diferencial e, consequentemente, a melhorar a captação de alunos.

Retenção de alunos

Captar alunos exige bastante investimento das IES, mas, sem uma estratégia de retenção, todo o esforço pode ser perdido. 

Isso pode gerar insatisfação e frustração dos alunos em relação ao curso ou à universidade, fazendo com que desistam e/ou busquem outras instituições.

Por isso, investir em estratégias que contribuam para a inserção profissional de alunos e egressos pode diminuir as taxas de evasão da IES.

Relacionamento com os egressos

Com uma estratégia de empregabilidade bem elaborada e implementada, a instituição consegue manter um relacionamento contínuo com os egressos, aproximando-os de seus programas de educação continuada. 

O fortalecimento de laços com esses ex-alunos serve como um apoio para que eles enfrentem os desafios de suas carreiras, mas também como um incentivador para que retornem para a instituição como alunos de cursos de pós-graduação ou de extensão, por exemplo.

Essa relação, ao se estender para o período após a formação, possibilita também que a IES tenha mais acesso a informações importantes, como índice de empregabilidade dos egressos e nível de satisfação com a experiência durante os cursos. 

Esses dados são essenciais para verificar o que pode ser otimizado tanto na área de carreiras quanto nos cursos, além de servir como direcionamento para a elaboração de novas ações e estratégias que possam auxiliar alunos e egressos em suas carreiras.

Como implementar a central de carreiras na IES

Veja o passo a passo que deve ser seguido para implementar a área de carreiras na IES e começar a trabalhar a empregabilidade com seus alunos e egressos

1. Crie a área de carreiras e ofereça apoio regular a alunos e egressos

O primeiro passo é criar a área de carreiras, pensando nas ações e serviços de forma integrada ao currículo dos cursos e alinhada às demandas do mercado.

Esse é o momento de analisar as tecnologias que serão necessárias, os serviços que podem ser oferecidos, os profissionais que estarão envolvidos e os resultados que se pretende alcançar com essa implementação.

Além de criar a central, também é importante pensar em como ela pode oferecer um apoio regular aos alunos e egressos para que eles se sintam amparados pela instituição e se engajem nas ações ofertadas.

Lembre-se de que é importante que a área de carreiras não seja um setor à parte, mas sim uma estratégia incorporada ao plano pedagógico e focada em oferecer uma experiência completa e realmente valiosa para os alunos e egressos, e também para o mercado de trabalho.

Algumas ações que podem ser feitas:

  • compartilhar dicas e modelos de currículos e cartas de apresentação;
  • disponibilizar conteúdos relacionados ao mercado de trabalho e carreira;
  • incluir, em todos os cursos, disciplinas obrigatórias que abordem questões profissionais;
  • organizar eventos regulares de forma presencial e virtual, com foco no desenvolvimento de competências e preparação para colocação no mercado de trabalho.

Use horas complementares para desenvolver a empregabilidade de alunos e egressos

As horas complementares também podem ser usadas para preparar os alunos para o mercado de trabalho.

A IES pode estruturar atividades divididas em trilhas, como:

  • trilhas de empreendedorismo;
  • trilhas de competências;
  • trilhas de carreiras.

Grupos de apoio, comitês, eventos e mentorias são outras possibilidades que podem ser ofertadas como atividade complementar com certificação. 

2. Elabore uma estratégia de relacionamento com o mercado

Manter um bom relacionamento com o mercado é fundamental para as IES que querem se destacar.

Ao criar uma central de carreiras e implementar ações focadas em empregabilidade e trabalhabilidade, a instituição passa a ofertar o que há de mais valioso para as empresas: candidatos qualificados.

Aproveite a implantação da central de carreiras para mapear todas as empresas parceiras da instituição nas mais diversas áreas. Essa listagem ajuda a definir uma estratégia de relacionamento mais assertiva e atrativa para os empregadores.

Depois, crie e implemente um mix de serviços para ofertar para as empresas. É importante focar em um mix que seja escalável, mas você também pode dividi-lo por categorias, como Ouro, Prata e Bronze.

Um espaço para publicar vagas e um ambiente virtual com conteúdos sobre processos seletivos e melhores práticas de recrutamento e seleção são alguns serviços que podem ser oferecidos pela IES.

Para garantir o sucesso dessa estratégia, também é necessário construir um plano de comunicação e engajamento das empresas.

3. Automatize processos de gestão de estágios

O estágio é um dos contatos mais importantes dos alunos com o mercado de trabalho. Por isso, a área de carreiras da IES deve trabalhar para que a gestão dos estágios tanto obrigatórios quanto não obrigatórios seja feita da maneira mais eficiente possível.

Os dados referentes aos estágios precisam ser confiáveis e atualizados, pois serão fundamentais para a otimização da estratégia de carreiras e para que a IES compreenda o que e como pode melhorar os seus processos.

Sendo assim, a automatização das atividades de gestão de estágios é fundamental, principalmente em um cenário em que as atividades de empregabilidade serão completamente integradas a todos os setores da instituição.

Invista na empregabilidade da sua IES

O processo de implantação da central de carreiras pode ser bastante desafiador, no entanto, as instituições não podem ignorar a urgência de investir nessa área.

Principalmente em épocas de crise, é essencial que invistam na empregabilidade para que todos saiam ganhando: alunos e egressos, o mercado de trabalho e a própria instituição.

As soluções da Symplicity contribuem para que esse processo seja mais tranquilo e para que a área de carreiras da IES seja implementada de forma extremamente estratégica. 

Então, se você tem interesse em aumentar a empregabilidade dos seus alunos e egressos e melhorar seus resultados de captação e retenção, entre em contato conosco e veja como podemos ajudar!

 

Deixe um Comentário