Confira os destaques do webinar com o SEMESP, a Symplicity e a PUC PR para o lançamento da 2ª Pesquisa de Empregabilidade 2020

Avatar

A Symplicity, em parceria com o Instituto SEMESP, realizou a segunda edição da Pesquisa de Empregabilidade do Brasil. O documento aponta a empregabilidade das carreiras por área, revelando a posição dos profissionais e a eficiência do diploma de graduação em termos de rentabilidade, sucesso e manutenção do emprego dos egressos em instituições públicas e privadas de todas as regiões do país. 

A pesquisa contou com a participação gratuita e facultativa de 9 228 egressos e alunos da educação superior, entre os dias 13 de outubro a 16 novembro de 2020, por meio de questionários via e-mail, redes sociais e disponibilização na plataforma Symplicity. 

Para o lançamento dos resultados da pesquisa, a Symplicity convidou Rodrigo Capelato, diretor-executivo do SEMESP, e o Professor Vidal Martins, vice-reitor da PUC PR, para um webinar no qual debateram o futuro do ensino superior no Brasil. Confira os destaques do evento:

Rodrigo Madeira, country manager da Symplicity, iniciou o webinar apresentando a empresa, sua atuação e foco em apoiar instituições de ensino no desenvolvimento de estratégias de educação para a carreira e empregabilidade de alunos e egressos. Rodrigo falou sobre o conceito de sucesso do aluno, satisfação e sua relação com a colocação no mercado de trabalho. 

A Symplicity entende que, necessariamente, o sucesso do aluno está relacionado com a sua colocação no mercado durante e após a sua formação. As instituições de ensino devem ter um olhar dedicado para esta etapa, apoiando e avaliando o seu desempenho em curto, médio e longo prazo.  Como referência, foram apresentadas algumas iniciativas de instituições de referência no exterior, que acompanham indicadores de empregabilidade e utilizam estes dados como parâmetro para o seu posicionamento no mercado.

 Logo após, o SEMESP apresentou o relatório da 2ª Edição da Pesquisa de Empregabilidade. O documento apresenta um conjunto de dados relevantes sobre a empregabilidade de alunos e egressos, percepção de empregabilidade, acesso a recursos de desenvolvimento de carreira e, nesta edição, dados sobre o impacto da covid-19 neste público. 

Rodrigo Capelato, destacou a importância de realizar pesquisas sobre a colocação dos alunos no mercado, trazendo indicadores que vão além dos dados utilizados de forma regular pelo mercado, como CPC (Conceito Preliminar de Curso) e outros indicadores do Ministério da Educação.

Como resultado, Capelato destacou que o Ensino Superior ainda se destaca como diferencial na colocação de profissionais no mercado de trabalho, reforçando o valor da formação superior para melhores índices de empregabilidade. 

A pesquisa apresentou os impactos da covid-19 no mercado de trabalho brasileiro e quais áreas de atuação foram mais impactadas neste período.  Também analisou os resultados dos alunos e egressos do ensino superior, comparando o ensino presencial ao ensino à distância. 

 O Professor Vidal Martins, destacou em sua fala, quatro temas que devem estar no radar de todos os gestores do ensino superior: 

  • Como instituições devem preparar para o mercado
  • Considerações sobre o modelo de home office;
  • O futuro do trabalho;
  • Como a universidade pode atuar para ajudar no desenvolvimento profissional de alunos e egressos

Sobre a preparação para o mercado, destacou a importância de desenvolver competências através de metodologias ativas e ambientes imersivos. Ressaltando a importância do professor como um mentor e motivador dos processos educacionais.  

Em relação ao home office, o professor falou sobre a experiência da sua universidade e a necessidades de adaptação, afim de refletir sobre a transformação do mercado de trabalho, citando o livro “Organizações Exponenciais”.  

Ainda retratou sobre o futuro do trabalho e o conceito de trabalhabilidade, na qual o futuro está na capacidade do indivíduo em contribuir e colaborar, não necessariamente ligado a um emprego ou uma relação formal. Trazendo destaque para a inovação e a tecnologia como habilitador destes processos. 

Por fim, ressaltou a atuação da PUC no desenvolvimento profissional de alunos e egressos, por meio do PUC Carreiras. Esta área, atua propondo um espaço e momentos de formação relacionadas a demandas profissionais, conectado ao mercado de trabalho e com uma proposta de avaliação constante. O Professor Vidal destacou que o PUC Carreiras é essencial para a universidade, pois ajuda os alunos a se tornarem profissionais qualificados para o mercado de trabalho.

Os dados completos da 2ª Pesquisa de Empregabilidade 2020 foram disponibilizados gratuitamente a todos os participantes do webinar.

Para acessar os dados da pesquisa clique aqui.

Quer assistir o webinar na íntegra? Confira aqui.

Quer saber mais como podemos ajudar a sua instituição frente aos desafios do ano de 2021? Fale conosco.

Deixe um Comentário